Como usar hashtags do jeito certo

Todo mundo já se acostumou a ver as hashtags pelas mídias sociais, certo? Aquele símbolo aparece por toda parte, Instagram, Twitter, Facebook, … Mas nem todas as pessoas sabem como usá-las do jeito certo e conseguir melhores resultados nas redes sociais. Pelo contrário, às vezes o erro é tão feio que acaba manchando a imagem da empresa. Por isso, vamos fazer uma lista de certo e errado para você não correr esse risco!

Por que usar hashtags?

 

As hashtags são uma forma prática e rápida de categorizar os assuntos nas mídias sociais. Com isso, os usuários têm mais facilidade de encontrar o que estão procurando. E tem mais: elas ajudam a buscar conteúdo relacionado, para quem quer explorar mais além. Se a pessoa vê no Instagram uma foto com a hashtag #rio2016, por exemplo, pode usá-las para encontrar mais posts do mesmo assunto e saber mais sobre os jogos olímpicos. (exemplo um pouco antigo, mas queremos deixar tudo bem claro e fácil de entender, combinado? 😉

Elas começaram a ser usadas no universo das redes sociais em 2007, no Twitter, mas depois se espalharam pela internet. Hoje, saber usá-las pode ser muito proveitoso para a sua estratégia de marketing digital. Se a sua publicação tiver uma hashtag de destaque no momento, suas chances de aparecer para pessoas realmente interessadas aumentam bastante.

No Twitter

 

Na rede social mãe das hashtags, o engajamento aumenta com o uso desse recurso. Mas cuidado, o exagero tem efeito contrário: a partir de três hashtags por postagem, o engajamento diminui. Não é muito difícil descobrir o porquê. Em um espaço de apenas 140 caracteres, imagine o quanto é incômodo ver só um pouco de texto e uma porção de hashtags, não é? Outro lugar onde é bom não abusar das hashtags é no seu perfil. Pode usar, mas seja comedido.

No Facebook

 

Ao contrário do Twitter, o Facebook não é muito fã de hashtags. Lá, elas não ajudam a gerar engajamento e, por isso, talvez seja melhor nem as usar. Se quiser muito colocá-las, use o mínimo possível, apenas uma ou duas.

No Instagram

 

Já no Instagram, as hashtags ajudam bastante aumentar a visibilidade e a interação do seu post. Fique à vontade para usar várias, mas escolha bem: para darem resultado, todas elas devem ser relevantes. E, mesmo lá, o exagero pode ficar com cara de spam.

No Pinterest

 

Mais parecido com o Facebook nesse quesito, o Pinterest também não é muito chegado a hashtags. Há quem diga que ele diminui o valor dos posts que têm muitas delas. Por isso, se for usar, use poucas. E tem mais: colocar uma hashtag não é garantia de que sua foto vai aparecer nos resultados de pesquisa por aquele termo. O Pinterest funciona de um jeito diferente do Twitter.

Além disso, quando você pesquisa uma hashtag que tem mais de uma palavra (por exemplo, #cabelosloiros), o Pinterest procura posts tanto com uma das palavras quanto com a outra, não apenas os que trazem as duas juntas. Por isso, os resultados de pesquisa podem não ser precisos ou relevantes.Uma boa ideia é usar hashtags personalizadas. Assim, quando os usuários clicarem nelas, em vez de irem para resultados semelhantes aos seus, serão direcionados para mais publicações suas. (essa foi interessante hein 😉

No Google+

 

No Google+, hashtags são automaticamente designadas para seus posts de acordo com o conteúdo deles. Porém, você pode editá-las ou adicionar outras se quiser. Outra característica da rede é que as hashtags podem ser usadas também nos comentários.

As hashtags também ajudam seus posts a serem vistos por pessoas fora do seu círculo de amizades. Ou seja, são ótimas para você se divulgar! Usar hashtags pode aumentar muito a visibilidade por lá, mas vale o cuidado de sempre: sem exageros para não parecer spam.

No Youtube

 

Já no Youtube, as hashtags são mais usadas nos comentários. Por isso, você pode aumentar a visibilidade dos seus vídeos deixando comentários com as hashtags relevantes para o assunto. Quem clicar nelas será levado a uma página de vídeos com o mesmo tema.

Se for usá-las na descrição dos vídeos, pegue de inspiração as palavras-chave que você escolheu ao enviá-lo ao site. Elas vão ajudar o seu conteúdo a ser encontrado de acordo com os tópicos.

Hashtags – O que fazer:

 

  1. Crie sua própria hashtag: se você tiver um evento ou uma campanha, pode bolar uma hashtag específica para reunir todas as informações sobre ela e gerar engajamento. Lembre-se de que ela deve ser curta, simples e memorável.
  2. Use hashtags que combinem com a sua marca: não basta estar na moda. A hashtag tem que ter relação com o seu conteúdo. Veja sempre se ela corresponde à sua marca, à sua imagem e ao seu público.
  3. Use letras maiúsculas no começo de cada palavra: para facilitar a leitura, coloque letra maiúscula em cada palavra da hashtag. Por exemplo: #AnoNovo. Do contrário, ficaria difícil distinguir as palavras (#anonovo).

Hashtags – O que não fazer:

 

  1. Não use espaço nem pontuação. Se a hashtag for #marketing digital, apenas a primeira palavra vai funcionar. Escreva tudo junto.
  2. Não use o @ para marcar alguém. Se você usar # e @ juntos, apenas o segundo vai funcionar. Você vai marcar a pessoa, mas não vai criar uma hashtag.
  3. #Não #use #hashtag #em #todas #as #palavras.

Escolha com atenção

 

A dica mais importante é saber muito bem que hashtags usar. Não importa se está na crista da onda; se não tiver relação com o seu conteúdo, simplesmente não use.

Em 2014, a DiGiorno Pizza cometeu uma gafe tremenda. Mulheres estavam usando a hashtag #WhyIStayed (Por que eu fiquei) para comentar suas experiências com abuso doméstico e combater a culpabilização da vítima. A DiGiorno aproveitou que a hashtag estava em destaque e publicou o seguinte tweet:

Em poucos minutos, a pizzaria teve de apagar a publicação por conta da repercussão negativa. E, depois, veio a público pedir desculpas. O uso de um assunto sério e traumático para fazer propaganda pegou muito mal.

São erros assim que você deve fazer de tudo para evitar. Pesquise, informe-se e, só depois, use a hashtag. Senão, em vez de ajudar, você vai ter um grande problema nas mãos!

Agora que você já sabe o que deve ou não fazer ao usar hashtags, mãos à obra! Também compartilhe este texto para que mais pessoas aprendam a usar as hashtags de forma planejada e sem incomodar seu cliente ideal!

 


Resumo
Devo usar #HASHTAGS só no Instagram ou no Facebook também? Descubra
Nome do Artigo
Devo usar #HASHTAGS só no Instagram ou no Facebook também? Descubra
Descrição
Como Definir suas Hashtags? O que Fazer e o que Não Fazer? Dicas para Instagram, Facebook, Youtube, Pinterest, Twitter e até para o Google+. Leia o Post
Autor
Nome do Publicador
kiagencia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *